Linha do tempo

FINAL DO SÉCULO XIX

A Fazenda Monte Alegre era utilizada para o cultivo de cana-de-açúcar. Ali, criou-se um pequeno engenho colonial.

1910

O engenho passa por fase de expansão.

1930

O engenho ficou conhecido como Usina Monte Alegre. Também no início da década, tem início a construção da Capela de São Pedro.

1937

Em 4 de janeiro, Dom Francisco de Campos Barreto, Bispo de Campinas, concedeu licença para a bênção da Capela.

1940

A Usina de Monte Alegre era uma das principais forças econômicas de Piracicaba e dava sentido cultural e econômico ao povoado de Monte Alegre.

1969

Os antigos donos vendem a propriedade para os grupos Silva Gordo.

1981

A usina de açúcar e álcool é desativada.

1991

A capela é tombada como patrimônio histórico pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Cultural de Piracicaba, (CODEPAC).

1999

A área é vendida para uma família tradicional da região, e desde então, vêm desenvolvendo projetos de restauração e preservação da área da Capela de São Pedro e do bairro Monte Alegre.